A minha Mente apresenta de momento:

 
 
 
 
   
 

<< June 2005 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30
 
Alguns Links Para Aqui
 
 
Alguns Links Daqui
 




 

June 20, 2005

A minha filha é Helena - I

 “Tem sido complicado viver cada dia com a memória daquele dia. Se não fosse a minha morena, acho que não aguentaria. Oh Helena, nunca saberás até que ponto és a minha bóia de salvação. Todos os teus sorrisos mostram-me que todos os dias teem coisas importantes e que o passado não é razão suficiente para não ansiar pelo futuro. Tu és o meu futuro minha filha.”

 

- Mããããeee!! Joga!!

 

- Siiiimmm minha senhora! – e a bola é atirada. Muito desajeitadamente claro. Nunca teve grande jeito para desportos com bolas, mas a filha adora. – “Até nisso saiu ao pai.”

 

  Helena é uma menina de 6 anos que iniciará a escola dentro de 3 meses e a mãe teme que as suas perguntas se aprofundem ainda mais nessa altura. A sua paciência é tão pouca, mas o seu amor é mais que muito. Desde aquela fatídica noite em que perdeu o amor da sua vida, Ana jurou que seria mãe e pai para a sua filha ainda protegida no seu ventre. Não tem sido fácil cumprir a sua promessa. Helena é muito curiosa e tudo o que vê é motivo para mais uma pergunta. Ana por seu lado, é uma pessoa muito calma, sempre o foi, mas desde aquela noite que se tornou um pouco mais apagada e todos os encargos de mãe solteira são mais uma pedra no seu karma. Ainda assim há futuro.

 

- Mããããeeeee! Acorda mãe! Assim não dá. Tu não acertas na bola nem uma vez.

 

  Mal ela sabe que a complementar a falta de jeito da sua mãe em desportos, estão os seus pensamentos. O maior problema sempre foi explicar com calma o porquê da ausência do pai. Helena entendeu que o pai está no céu. Mas como irá entender quando se começar a sentir posta de parte por não ter um pai nos eventos da escola? Ana teme sentir ou ver as lágrimas da sua filha. Sempre lhe disse que chorar é libertador, mas cada lágrima é uma pedra no seu coração.

 

- Oh Helena.. vamos parar por hoje. Vai dar um filme bom na televisão e eu queria ver. Fazemos assim filha, eu faço-te umas bolachinhas e tu ficas a brincar no quarto enquanto eu vejo o filme. Ou melhor, podes vir vê-lo comigo. Mais futebol hoje não Helena, por favor.

 

- Oh mãe.. está bem.

 

- “Ufff.. “

 

- Mãe?

 

- Sim helena.

 

- Qual é o filme?

 

- O filme chama-se “Cidade dos Anjos”.

 

- É um filme que eu possa ver?

 

- Beemm.. tem certas partes que sim, podes ver. Tem outras que não. Ainda és muito pequenina meu anjo.

 

- Então vou ver o Aladino no computador. Ajudas-me?

 

- Claro filha. Agora vá.. vamos.

 

  Se todos os momentos fossem assim. Tão calmo, tão conciliador. Claro que as finanças complicam os momentos calmos. O stress denota-se no emprego, mas para a estabilidade de ambas, Ana não pode perder o emprego. Um emprego que gostava tanto e que agora odeia. Primeiro foram os despedimentos dos superiores e agora, com a chegada daquele chefe cínico e estúpido, todos os restantes empregos são estáveis como uma pedaço de neve dentro de um micro-ondas. Ana já começou a sentir as vibrações. Os olhares, os murmurinhos, os sorrisos falsos.. todo aquele cinismo mete-lhe nojo. Mas precisa do emprego. Precisa do dinheiro. Precisa de garantir que a sua filha não sinta falta de nada.

 

- Mãe, qual é a historia do teu filme? Sabes a historia do meu? Eu sei! – e sorri. Os olhos brilham-lhe sempre quando se apercebe que é ela a conhecedora de um segredo ou de alguma informação.

 

- A historia do meu é sobre um anjo que se apaixona pela humanidade. É um pouco complicado de explicar, mas quando fores mais grande, vemo-lo juntas. Mas o teu.. acho que não sei não. – Ana sabe o quão feliz a filha fica por poder explicar o filme.

 

- A minha é sobre um menino pobre que fica rico quando acha uma lâmpada e um génio e depois casa com uma princesa e vence um senhor mau. Mau e feio!

 

- Ahaha.. sim, tens razão. Mau e feio! Todas as pessoas más são feias.



12:25 am - moon

Espectacologica
June 27, 2005   11:12 AM PDT
 
Mas eu li e continuo a ler! :)
E até já corrigi o link e tudo e tudo! :)
Tania
June 23, 2005   07:10 PM PDT
 
Eu disse, tu é q n leste :p
Oscar Ernesto
June 22, 2005   12:17 AM PDT
 
blog novo e não dizias nada? mas eu que sou muito expert descubro tudo :)
  

Previous Entry Home Next Entry